55 segundos para recuperar sua autoestima

A baixa autoestima está ligada à percepção distorcida e pouco valorizada de um indivíduo sobre si mesmo. Além de afetar o cotidiano e a vida profissional, ela pode causar problemas até para a saúde do coração. Por isso, buscar formas de como recuperar a auto estima é fundamental.

A boa notícia é que algumas técnicas são rápidas e podem ser aplicadas desde já. Em pouco tempo, você observará os primeiros resultados e poderá consolidar muitos outros.

Quer saber como fazer? Então veja a seguir como agir para atingir esse objetivo!

Tenha objetivos concretos

Muitas vezes, a baixa autoestima está diretamente ligada à falta de propósito. Sem saber para onde ir ou aonde se deseja chegar, você pode se sentir desestimulado, como se tivesse parado no tempo e em seu próprio desenvolvimento.

Uma forma rápida de corrigir essa questão é estabelecendo objetivos concretos. Eles vão dar um senso de direcionamento e, acima de tudo, servirão como um desafio e um estímulo para que você procure ser o melhor que consegue.

Faça listas indicando onde pretende estar em 1 ano, em 3 anos e em 5 anos. Converta esses desejos em objetivos — como abrir o próprio negócio ou crescer na carreira — e estipule um tempo para que eles sejam realizados. Assim, você se verá novamente desafiado, de modo a trabalhar a autoestima.

Melhore a sua linguagem corporal

A linguagem corporal empregada diz muito sobre você e, também, afeta a sua autoestima — e isso é uma questão de ciência.

Pesquisadores da Universidade de Illinois concluíram que uma postura mais “aberta”, com ombros e peito projetados, traz maior sensação de poder e estimula a iniciativa. Isso acontece porque a sensação de poder aumenta diante de um posicionamento como esse, afetando diretamente a atuação.

Parte da tarefa de como recuperar sua auto estima, portanto, deve incluir mudar a sua postura, adotando uma que transmita essa sensação mais forte.

Além disso, você também deve trabalhar a sua voz e até mesmo o seu aperto de mão. Com boas características, tudo isso aumentará a sua autoconfiança.

Trabalhe o autoconhecimento

Muitas vezes, o problema de autoestima acontece porque você não reconhece o seu valor. Sem entender direito quem você é e principalmente no que é bom, você pode se sentir desmotivado e desinteressado.

A melhor maneira de combater essa questão e trabalhar o sentimento sobre si mesmo é buscando o autoconhecimento. Antes de olhar para fora, procure entender quem você é, quais são seus interesses e quais são os seus principais talentos.

Esse levantamento mostrará quais pontos te incomodam e que precisam ser melhorados, por exemplo, assim como aquilo em que se destaca. A partir disso, fica mais fácil compreender que você tem coisas boas a oferecer e que deve ser valorizado por isso.

Busque a melhoria dos seus talentos

Porém, todos podem melhorar e otimizar suas capacidades. Mesmo especialistas em um assunto precisam se manter atualizados e devem descobrir novos conhecimentos e abordagens.

Por isso, é importante entrar em uma jornada para incrementar os seus talentos. Isso não acontece de maneira imediata, mas certamente trará bons resultados em médio e longo prazo, inclusive para a sua autoestima.

Para começar a recuperá-la desde já, o importante é dar o primeiro passo. Por isso, leve em consideração quais são os pontos que deseja ou precisa melhorar e busque cursos, especializações ou informações gratuitas.

Quer empreender, mas não entende muito de gestão financeira? Em vez de se deixar abater, procure melhorar seus conhecimentos, já que a sensação de recompensa vai ajudar na recuperação da autoestima.

Saiba dosar a autocrítica

Mais importante do que depender do feedback recebido externamente é saber se avaliar. Porém, a autocrítica pode ser uma grande vilã, comprometendo a autoconfiança sem que você perceba.

Ao julgar que nada do que você faz é bom ou satisfatório, essa ideia cria raízes e começa a fazer com que duvide da própria capacidade. Eventualmente, sentirá medo de agir e julgará que nunca é o bastante para dar conta de determinada tarefa.

Diante disso, o melhor a fazer é dosar a autocrítica, de modo que ela sirva como um propulsor do seu desenvolvimento — e não como um obstáculo que te faz perder a motivação e a confiança em si mesmo.

Afaste os pensamentos negativos

Esse elemento está diretamente relacionado aos pensamentos negativos. Em geral, quem tem uma visão negativa sobre as coisas tende a perceber menos valor em tudo, inclusive em si mesmo. Se você está sempre pensando que algo não vai dar certo ou que não é capaz de realizar determinada tarefa, eventualmente isso se torna uma verdade na qual a sua mente acredita.

Isso gera o medo de tentar e, principalmente, a frustração antecipada com um revés que ainda nem se concretizou. Com isso, não é apenas a autoestima que sofre, mas, também, a sua capacidade de agir e de buscar melhores resultados.

Para contornar a questão, comece a trabalhar o pensamento positivo. Tenha uma abordagem solucionadora de problemas, seja alguém que busca novos caminhos e cerque-se de pessoas igualmente positivas. Com a construção deste hábito, será mais fácil perceber-se de um jeito melhor.

Comece a cuidar de si mesmo

A falta de cuidado consigo e com seus interesses também é um dos motivos para que a sua autoestima fique prejudicada. Ao trabalhar demais e não ter tempo para você, por exemplo, você se esquece do autoconhecimento e, com isso, cai numa rotina que não te ajuda a crescer.

Hábitos ruins de sono, alimentação e estilo de vida também contribuem para que o cérebro libere menos dopamina e serotonina, levando à menor sensação de bem-estar. Eventualmente, isso faz com que a sua autovisão fique distorcida de uma forma negativa.

Novamente, não se trata de uma mudança imediata, mas cuidar de si mesmo é relevante para obter o efeito desejado. Comece avaliando seus hábitos de vida, planeje mudanças e as execute de maneira estruturada, obtendo os bons efeitos desejados.

Ao colocar todas essas dicas em prática, você dará os primeiros passos de como recuperar a auto estima. Ao final, verá efeitos positivos na sua vida pessoal e na carreira, obtendo cada vez mais satisfação.

Para se tornar uma pessoa bem-sucedida, conheça os 14 hábitos das pessoas de sucesso e veja como colocá-los em prática.

comments powered by Disqus