Como empreender

5 conselhos para quem é empregado e quer ser empreendedor

Quer ser empreendedor mas ainda está com o pé atrás sobre como fazer a transição? Confira essas dicas diretas ao ponto e sem enrolação

Este artigo foi escrito pelo Gustavo Gubert, empreendedor e escritor no portal Arsenal Empreendedor

Deixar para trás a vida de empregado para se tornar um empreendedor, ter seu próprio negócio e dar as cartas de sua própria vida.

Este é o sonho de muitas pessoas e também uma decisão muito importante a ser tomada, principalmente para quem já possui uma família, filhos e obrigações a cumprir.

Se você sonha em ser empreendedor e não vê a hora de largar seu emprego para se dedicar ao seu próprio negócio, este artigo vai te ajudar a não cometer alguns erros que várias pessoas cometem nesta importante transição em suas carreiras e mudança em seu estilo de vida.

Quando eu decidi que iria abrir meu próprio negócio, confesso que fui um pouco displicente. Contudo, na época eu tinha esta “liberdade”.

Ainda morava com meus pais, não precisava sustentar minha família e não tinha nenhuma grande obrigação financeira.

Larguei meu emprego da noite para o dia, sem nenhum planejamento e sem ter nada de concreto para fazer, apenas algumas ideias para começar um negócio e uma reserva financeira proveniente de alguns investimentos e de uma parte do meu salário que eu guardava todo mês.

No final deu tudo certo mas se fosse hoje eu teria feito as coisas de um jeito diferente e, se você tem família, filhos e diversas obrigações financeiras a cumprir, aconselho que também o faça.

Por isso gostaria de te dar estas 5 dicas para te ajudar a não cometer os mesmos erros que eu cometi nessa transição entre largar seu emprego e começar seu próprio negócio.

#01. Não Decida Se Tornar Um Empreendedor Pelo Motivo Errado
Coisas como não gostar do seu chefe, odiar cumprir horários rígidos, estar farto de desempenhar apenas aquela mesma função todo santo dia ou estar frustrado com seu emprego atual podem significar muita coisa, mas nenhuma delas é um motivo suficientemente bom para você largar seu emprego para abrir seu próprio negócio.

Você pode estar se sentindo assim por vários motivos mas isso não quer dizer que será feliz como empreendedor. Uma simples mudança de cargo ou de emprego pode resolver seus problemas.

Antes de tomar sua decisão, portanto, pense muito bem se você quer abrir seu próprio negócio porque realmente é o que você deseja ou se você teve essa ideia apenas para “fugir” das coisas que estão te incomodando neste momento.

Lembre-se de que ser um empreendedor não é melhor nem pior do que ser empregado. É apenas uma questão de perfil pessoal e do que você deseja para sua vida.

#02. Antes De Largar Seu Emprego, Saiba O Que Você Quer Fazer
Eu pude me dar ao luxo de largar meu emprego apenas com algumas ideias para começar um negócio.

Hoje vejo que este “luxo” não foi tão glamuroso assim e, se você tem uma família que depende do seu salário você não pode nem pensar em jogar tudo pro ar de uma hora para outra.

Após tomar a decisão de que você realmente quer começar seu próprio negócio, aproveite a “segurança” do seu emprego para planejar esta transição, juntar dinheiro e, se ainda não sabe, para decidir qual negócio você quer começar.

Aqui cabe muito bem a analogia do macaco: “Um macaco só solta um galho quando já está segurando em outro”.

#03. Sua Família Precisa Apoiar Sua Decisão
Abrir seu próprio negócio não vai gerar impactos apenas na sua vida, vai afetar a vida da sua família e de todos que convivem com você.

Por isso, se você tiver família e filhos certifique-se de conversar com todos, explicar sua decisão e os motivos que o levaram à ela e certifique-se de que terá o apoio deles.

Afinal é uma mudança que pode exigir alguns sacrifícios, ao menos por algum período. Pode ser que você e sua família tenham que “segurar as pontas”, economizar um pouco aqui, outro tanto lá ou mesmo adiar alguns planos até as coisas se acertarem.

Lembre-se que um negócio não se transforma em um sucesso de repente. Há muito trabalho, esforço e dedicação para que isso aconteça.

Sem contar que se algo não sair como planejado, ou quando você passar por um período difícil em seu negócio, é sua família que estará te esperando em casa para te dar o apoio que você vai precisar. 

#04. Forme Uma Reserva Financeira
Na minha transição de empregado para empreendedor, esta foi uma coisa que eu acertei.

Eu tinha uma reserva financeira que me permitiu ficar desempregado por um tempo e ter o dinheiro necessário para abrir minha empresa.

Mas eu poderia ter me planejado um pouco melhor. Poderia ter continuado no meu emprego por mais alguns meses e ter usado este tempo para planejar meu negócio enquanto ainda ganhava um salário.

Portanto, se você ainda não tem uma reserva financeira, comece agora mesmo.

O ideal é que você tenha uma reserva capaz de sustentar você (ou sua família) por no mínimo 6 meses.

Além dessa reserva, não esqueça que se você for usar seu próprio dinheiro para começar seu negócio, você precisa também desta quantia. E não misture as duas coisas: o dinheiro que você guardou para sustentar sua família deve ser usado apenas para isso, e não para sustentar o seu negócio.

Você pode chegar a conclusão de que a quantia que você precisa é muito grande. Neste caso, não se desespere. Sempre existe uma maneira de começar um negócio gastando menos do que você imagina e a próxima dica também vai te ajudar. 

#05. Comece Enquanto Ainda É Empregado
Pode ser difícil e trabalhoso começar um negócio ao mesmo tempo que você tem um emprego. Mas é completamente possível e talvez a melhor maneira de fazer esta transição de empregado para empreendedor.

Conheço algumas pessoas que, mesmo depois de abrir suas empresas, ainda tem um emprego e administram seus negócios paralelamente.

Além disso, quem disse que seria fácil?? Se você acha que não dá conta de ter um emprego e começar seu negócio ao mesmo tempo, talvez você não consiga administrar sua empresa quando ela crescer. Ou talvez você não deseje tanto assim se tornar um empreendedor.

É claro que se você quiser abrir um restaurante ou uma loja de roupas pode ser um pouco mais difícil, mas ainda assim é possível. Lembre-se do que eu disse: sempre existe uma maneira de começar um negócio gastando menos (tempo e dinheiro) do que você imagina.

Use seus finais de semana, suas noites e seu horário de almoço para começar seu negócio ou, no mínimo, validar sua ideia de negócio (clique aqui para saber mais sobre validar ideias de negócio) e descobrir quais são as chances que ela tem de dar certo.

Quando você começar a ganhar dinheiro com o novo negócio e sentir a real necessidade de pedir demissão, você vai fazer isso com mais segurança e já vai estar “segurando em outro galho”.

Sem contar que se, na pior das hipóteses, seu negócio não dê certo, você ainda vai ter seu emprego e mais tempo para partir para sua próxima ideia de negócio.

Afinal, empreendedores não desistem de tudo depois de um pequeno tropeço.

P.S.: Créditos da imagem do bungee jump Shutterstock

  • Olá Millor, é uma honra ter um artigo meu no Saia do Lugar. Sou leitor de vocês há anos e é ótimo poder contribuir.
    Abraços!

    • Opa, fico feliz em saber! O artigo ficou muito bacana. Já está convidado para mandar outros.

      Abração

  • Edson Cunha

    Showww!!! Se as pessoas derem valor para este artigo, irão longe, idéias simples que muitas vezes não enxergamos.

    abraços

    http://www.diretoexpresstransportes.com.br