4 tarefas em que NENHUM empreendedor deve perder tempo no dia-a-dia

4 tarefas em que NENHUM empreendedor deve perder tempo no dia-a-dia

836
1
SHARE
Gestão de tempo para empreendedores
Tempo, ó querido tempo! Como eu gosto de você!

Queridos (as) leitores(as),

Tenho a honra de dizer que acabei de completar 5 anos desde que iniciei minha jornada empreendedora (chupa essa manga, estatísticas de mortes de empresas!).

Nesse período, principalmente depois de estudar muito para escrever o livro Produtividade sem Enrolação, está muito claro que a maneira do empreendedor gerenciar seu tempo é um dos principais fatores para o sucesso da sua empresa.

Na prática, só existem 3 tipos de tarefas que agregam verdadeiro valor à empresa. Eu as chamo de “tarefas de progresso”, já que são responsáveis diretas pelo progresso da empresa. Elas são:

  • Produção de produtos e serviços
  • Tarefas relacionadas a trazer novos clientes
  • Relacionamento com clientes atuais

Todo o resto das milhares de tarefas do dia-a-dia de uma empresa, apesar de necessárias (ou não), servem apenas como suporte para tarefas do tipo que citei anteriormente. Por isso, para aumentar o tempo investido em tarefas de progresso, você tem basicamente 2 opções: reduzir o tempo gasto em tarefas de suporte ou trabalhar que nem um condenado e jogar sua qualidade de vida pelo ralo.

Como defensor ferrenho da qualidade de vida, prefiro a abordagem de gastar o mínimo possível de tempo nas atividades de suporte e focar o máximo possível nas tarefas de progresso.

Por isso, seguem algumas dicas sobre tarefas de suporte que costumam encher o saco do empreendedor, mas que podem ser feitas de maneira muito mais eficiente.

Gestão de tempo para empreendedores
Tempo, ó querido tempo! Como eu gosto de você!

Operações bancárias que não envolvam saques ou depósitos

Convenhamos, quem gosta de ficar esperando em fila de banco?

Enquanto a única vantagem é ter um ar condicionado que pode funcionar como oásis no meio de uma cidade em chamas, as desvantagens são inúmeras. Para piorar, eles fecham às 16h, o que torna impossível que você adiante as tarefas do dia e passe por lá apenas no final do expediente. Você obrigatoriamente precisa interromper o que está fazendo para “dar um pulo no banco”.

Para fugir dessa fonte de burocracia e dor de cabeça, existe uma grande salvação, o internet banking. Me aprofundando ainda mais, outra maravilha é o débito automático, que pode ser usado até para pagar o cartão de crédito.

Normalmente os motivos para não usar o internet banking envolvem o esforço de aprender a habilitá-lo. Porém, vá por mim, as horas investidas em fazer o bendito internet banking funcionar vão te economizar MUITO tempo mais pra frente.

Outro ponto de desconfiança é a segurança.

Apesar de vez ou outra acontecerem problemas, eu particularmente nunca ouvi falar de alguém que foi roubado por algo específico do internet banking. Por outro lado, o quanto podemos nos considerar seguros andando pelas ruas brasileiras?

Compras de material de escritório e cozinha

Outra área em que a internet me economizou muito tempo foi na hora de fazer as compras. Ao invés de ir até o mercado, estacionar, caçar os produtos nas prateleiras, passar pela fila, botar tudo no carro e trazer de volta, atualmente simplesmente faço as compras no site de varejistas como Staples, Kalunga, Extra, etc.

Atualmente o processo se resume a: entrar no site, escolher os produtos, pagar e esperar no máximo 2 dias para ter tudo no escritório. É ou não uma belezura?

Exceto em casos extremos como o papel higiênico acabar, que demandam uma ida urgente ao mercado, grande parte das compras pode ser feita pela internet, sem termos que levantar das nossas confortáveis cadeiras (que também podem ser compradas online).

Autenticação de assinaturas em cartório

De todos, esse é o que tem processo de implementação um pouco mais chato, mas também pode economizar um bom tempo, dependendo da empresa.

Em termos simples, existe a possibilidade de assinar eletronicamente documentos e contratos, de forma segura e homologada pelo governo.

Para se aprofundar no tema, recomendo os seguintes links:

Envio e entrega de documentos, produtos e pacotes

Uma solução óbvia para não ter que levar documentos, produtos e pacotes é a contração de um motoboy. Porém, nem sempre é algo que cabe no orçamento das micro e pequenas empresas.

Nessa área, tenho uma novidade bacana pra quem é da grande São Paulo (por enquanto, mais pra frente irá expandir).

Recentemente foi lançado um serviço chamado VaiMoto, em que você coloca seu endereço, o endereço da entrega e “parapim, parapum”, como num toque de mágica você recebe gratuitamente cotações de motoboys para fazer o serviço.

Para servir de base, em média uma entrega custa R$24, mas pode haver uma grande variação de acordo com a distância da entrega e o preço que o motoboy decide cobrar. Convenhamos, só pensar em pegar engarrafamento já custa esses 24 reais.

Segundo os fundadores do site, em média existe uma redução de 40% do custo, em relação ao modelo tradicional.

Vale a pena destacar que o processo para cadastro dos motoboys é bastante rigoroso, já que eles só trabalham com profissionais regulamentados, incluindo também um ranking de avaliações de outros clientes.

Se você está na grande São Paulo e precisa fazer uma entrega de forma rápida e barata, veja mais sobre o VaiMoto aqui.

Conclusão: A internet também serve para coisas úteis!

Além de usar a internet para passar o dia inteiro no Facebook e vendo vídeos de gatinhos no Youtube, faço também questão de busca novas formas de economizar tempo com as tarefas de suporte. Acredite, isso me economiza muito tempo para focar nas tarefas de progresso, além é claro de poder ver mais vídeos de gatinhos.

E você, também tem algum “bizú” de como a internet te ajuda a direcionar melhor os valiosos minutos do dia-a-dia?

Por favor, deixe aqui nos comentários!

Abraços,
Millor Machado (usando o poder da rede de computadores para poder ficar deitado na rede de palha)

Obs.: Esse artigo foi patrocinado pela VaiMoto. Isso significa que os recomendamos como referência, mas não há influência em nossa linha editorial nem nossa opinião.

Confira como trabalhamos com artigos patrocinados no post Conteúdo útil para empreendedores em primeiro lugar.

P.S.: Créditos da imagem, Shutterstock

  • Rickgaudenx

    Boas dicas